Volume
Redes
Sociais
Sinduepg intensifica diálogo com a base e divulga a campanha “UEPG 100% Pública e Gratuita”
30/08/2017 - 11h13 em Novidades

 

Sinduepg intensifica diálogo com a base e divulga a campanha “UEPG 100% Pública e Gratuita”

Nesta sexta-feira, 25 de agosto, a Caravana Sinduepg participou de duas reuniões setoriais da UEPG. Pela manhã, a conversa foi com o Setor de Ciências Jurídicas – SECIJUR; e a tarde com o Setor de Ciências Biológicas e da Saúde – SEBISA. O espaço de fala, solicitado pelo sindicato, teve como objetivo apresentar a campanha “UEPG 100% Pública e Gratuita”, com entrega de materiais informativos e também divulgar a agenda das atividades programadas para os próximos meses. Para esta semana estão confirmadas mais três reuniões com os setores de Ciências Exatas – SEXATAS, Ciências Sociais e Aplicadas – SECISA e Ciências Humanas, Letras e Artes – SECIHLA.

            Entre as atividades destacadas pela direção está a realização de uma audiência pública para debater os impasses criados pelo governo Beto Richa com relação às demandas das universidades públicas paranaenses. A data deve ser divulgada em breve e o evento conta com o apoio dos deputados estaduais que fazem parte das Comissões de Cultura, de Direitos Humanos e da Cidadania e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Assembleia Legislativa do Paraná – ALEP.           

A direção avaliou positivamente as visitas.  Segundo Rosângela Petuba, os diretores dos setores foram receptivos ao pedido do sindicato e durante as reuniões os docentes demonstraram preocupação diante das ameaças ao conceito consagrado de regime de trabalho em Tempo Integral e Dedicação Exclusiva - TIDE e à inclusão da UEPG no Sistema RH Meta-4. “Esse trabalho com a base é fundamental e esperamos contar com o apoio dos docentes, associados ou não, para fortalecer a luta contra os desmandos do governador Beto Richa. Nosso objetivo é esclarecer a categoria e fortalecer o discurso para a sociedade sobre a importância das universidades públicas no desenvolvimento econômico e social do Paraná”, conclui Petuba.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!